25 dezembro, 2008

Natal 25 De Dezembro de 2008

O Natal a mim nunca me diz grande coisa, para mim o significado desta epoca festiva resume-se puramente a uma palavra, Familia, quando era criança a febre das prendas era algo obvio nesta epoca do ano, mas a maturidade fez-me ver a verdadeira importancia, no natal é quando vemos puramente quem as pessoas nos são, vemos a lagrima no olho de muita gente que nos rodeia, conseguimos ver quem nos ama e quem nos despresa só pelo simples e unico gesto de dar.
Posso dizer pela minha experiencia pessoal que hoje provavelmente senti muito do que o natal a minha volta é senti o meu avô presente, senti a minha avó, vi os olhos da minha irmã e sobretudo a companhia do meu "irmão".
É nestas epocas que nos podemos apelidar certas pessoas de Irmãos, mas isto é algo muito privado que um dia provavelmente vou partilhar.
Talvez a epoca me faça ficar um tanto quanto emotivo, mas é disso que o natal se trata.
Sinto-me sempre nesta altura a Paria da Familia, não porque seja o mau da fita, que não ache que seja, mas sim pela indiferença que a minha presença faz aqueles que me rodeiam.
Talvez nem faça assim tanta falta as pessoas...

Esta provavelmente é a minha ultima entrada este ano, ou seja espero do fundo do meu coração que todos tenham um Optimo Ano Novo e que para o Ano nos voltemos a "ver".

Com os Melhores Cumprimentos

Mooner Lunnos

22 dezembro, 2008

Natal

Desejo a Todos um Feliz natal e um Optimo Ano novo :D

11 dezembro, 2008

10 dezembro, 2008

09 dezembro, 2008

MooD

A rezar a Todos os santinhos

04 dezembro, 2008

A Alma Vazia


Na banheira deitado,
Corpo vazio olhar suspenso,
Cortes nos pulsos irreais,
Sangue a ser jorrado por todos esses canais.
Que a pouco brutavam vida.

O Branco da parede parecia o ceu,
E o Sangue vermelho contrastava,
A lamina caida no chão,
e dos dedos, pingava... pingava...

Para tras apenas ficou...
Uma casa, um lar,
O gato ausente na janela,
O dono ja não tinha que esperar.

Ficaram as dividas as amarguras,
O desespero de mais uma noite sem dormir,
Não ficaram foi as doçuras,
um antigo mundo a ruir.

26 novembro, 2008

Mindless


ultimamente cada vez que paro para escrever fico estatico, não me consegue surgir uma unica palavra para desenvolver texto ou qualquer outra ideia que me lance a criatividade... mas por outro lado cada vez mais imagino e construo o meu mundo... é engraçado como isto acontece, tou numa fase criativa mas não mostrativa.

Impossivel



Nunca me ri tanto na vida...

24 novembro, 2008

21 novembro, 2008

20 novembro, 2008

300


Nada melhor para comemorar os 300 do que a viragem na minha vida! :D Pretty happy

19 novembro, 2008

Smfs


A dias que acordamos que parece que só queremos rebentar.

Pelo amar


Foi numa tarde de verão que olhei para os teus olhos pela primeira vez,
Ja sabia que nada iria ser como dantes pois nada ficou como devia ser,
Foste a angustia de muitas noites o sofrimento de muitos dias,
mas no final destes-me a mão e caminhamos o caminho que deviamos a muito ter caminhado.

A realidade é que embora a tua mão se tenha largado da minha agora continuo agarrado ao fantasma dela com todas as minhas forças.
E sinto o teu cheiro como se o teu perfume ainda estivesse junto do meu corpo,
ate o teu toque e a tua boca cada vez que acordo e vejo o azul do ceu.

Porque amar não é uma palvra, amar não é uma sensação, amar é uma definição do meu ser, e eu sou o amar de todos os dias.
Não amamos aqueles que estão presentes, amamos todos os que nos rodeiam, e se por cada ironia que saia da tua boca te faça tentada a ser uma faca no meu coração, na minha mente vejo as flores que o publico lança para a minha pessoa.

Não caminho sozinho não... ainda te vejo na minha cama mesmo que não lá estejas, vejo-te no meu caminho quando alguem subtilemten parecido contigo se cruza, ainda te vejo nos retratos cujas fotografias tuas removi, e embora outras feições lá estejam vejo os teus olhos fixos em mim.

Porque o amar não é uma palavra, não é uma sensação, amar é um veleiro perdido no oceano, que apanha o vento e procura a margem que tanto ama.

e por isso ainda te vejo, mesmo nos meus pesadelos.

18 novembro, 2008

Sementes


"Lança a Semente ao ar e ve crescer."

16 novembro, 2008

Vamos Ajudar

Clica aqui e vé o video

Pedaços de papel


Ela tinha desaparecido... não havia volta a dar, aquele tragico acidente tinha mesmo que acontecer.
O destino assim o quis, embora não o quisesses.
Agora choras na tua solidão enquanto arrumas aquilo que te fazia lembrar... lembrar aqueles momentos em que ambos passaram, em que ambos estavam em sintonia, deixas escorrer uma lagrima pela tua fase... uma lagrima que representa tantas outras.
Não queres compreender a decisão da vida, porque é que haviam-te tirado aquela pessoa deste mundo, porque é que destruiram toda uma familia, porque?
As perguntas saltam-te a cabeça como as lagrimas te saltaram quando o soubeste.
Pensas tantas e tantas vezes naquilo que podiam ter feito e não fizeram, arrependeste tantas vezes daquelas palavras mais duras que por momentos disseste, talvez ate te arrependas de teres entrado na sua vida como uma rajada de vento, talvez se não tivesses entrado ela ainda estaria aqui... entre nos.
A agonia mata-te solenemente ate que por fim visualizas entre todas aquelas fotos e memorias um papel amachucado...
Embora nunca o tenhas visto sentes que ele lá tenha estado sempre, começas a desdobra-lo e sentes aquela presença familiar, os traços da escrita faziam-te recordar quem amavas.
"Estarei sempre contigo" estava lá escrito, aquelas palavras ecoaram-te na cabeça, nunca mais as iras esquecer, embora tenham estado ali desde o inicio, parece que o destino ja sabia para o que estavas guardado, embora ela ja não estivesse aqui presentemente o seu amor por ti seria eterno.
Começas a pensar agora que tens sorte, tens sorte porque embora ela tenha deixado este mundo, nunca irá deixar o amor que tem por ti.
Por isso escreves um papel e rasgando-o lanças ao vento, talvez ela assim tal como tu leia o mais profundo dos vossos corações.
"Espera por mim, vou a caminho"

15 novembro, 2008

Tenho-te no sangue


É no lado dos Monteiros,
Que me nasce a fonte,
Escrever estes poemas inteiros,
Que preenchem o meu coração.

Foram meus antepassados,
que começaram esta corrente,
criaram poemas falados,
foi assim que se criou esta minha nascente.

E eu aqui estou,
Com todos os meus versos escondidos de meu tio e meu avô,
Talvez a continuação da familia,
Talvez um dos ultimos poetas.

Não escrevo pela rima nem pela expressão,
Escrevo tal como eles escreviam,
Pela palavra, emoção...
Escrevo com todo o coração todos os traços que vivo.

Talvez esta é a melhor maneira de honrar os meus artistas,
aqueles que me eram de algum modo proximos,
Aqueles ao qual o mesmo sangue brotava das veias,
e talvez a mesma inspiração...

"dedicado aos meus familiares poetas, aqueles que não tem medo de mostrar o que escrevem, aqueles que escrevem com magoa e saudade, escrevem pela vida e pela morte"

Mod Fallout 3

13 novembro, 2008

Fracção


Numa Fracção de segundos captamos a essencia de uma pessoa, por vezes o olhar revelador, a expressão simbolica ou mesmo o torcer de nariz, revela-nos mais sobre o caracter desse alguem do que muitos anos de convivencia.
Todos nos ja reparamos nisto provavelmente, ganhamos uma afinidade quase instantanea com certas pessoas só vendo e lendo os seus gestos.
Talvez o que esteja aqui a falar seja aquilo a que os especialistas chamem de linguagem corporal, mas eu penso que nem é tanto por ai.
Os primeiros segundos que temos com alguem costumam ser o ditar de uma sentença, espelham as nossas emoções ao maximo e fazem-nos ser julgados, ou julgar mentalmente essa pessoa sempre da mesma maneira.
Não estou a queixar-me do sistema que usamos para avaliar uma pessoa... longe disso, apenas acho que cada vez mais olhamos com menos atenção para os promenores que realmente importam, começamos a vizualizar apenas as linhas da superficialidade.

Engraçado a maneira como nos conhecemos, as vezes basta um piscar de olhos para sabermos que são boas pessoas

12 novembro, 2008

3 Maximos

Na vida a que haver três maximos, amar, aproveitar e ajudar. Se os conseguirmos aplicar ao nosso dia a dia acho que conseguimos ser felizes.

"Sou um eterno apaixonado"

11 novembro, 2008

Mood

.Factor Analise

09 novembro, 2008

Nas incertezas do meu profundo


Foi quando olhei para o espelho e vi-me, que me aprecebi do que era afinal, senti o meu sangue a fervilhar quando consegui decifrar todo aquele meu sorriso.
Não percebi bem o que queriam dizer todos aqueles traços no meu rosto, apenas aprecebi-me do que me andavam a consumir dia apos dia...
Não é algo negativo vamos a ver... este sentimento que dia apos dia me enevoa a cabeça e o coração, não deixa espaço para certezas e inunda-me num mar de duvidas e ilusões.
Talvez são essas ilusões que me fazem por vezes ficar radiante... talves esteja mesmo a viver de ilusões...
Sinto que escrevo por alguma razão, sinto que procuro algo mas não sei bem, talvez esteja a negar todos os traços do meu rosto... ou então tenho medo de ferir a minha alma e de sangrar ate me esvaziar por completo.
A realidade é que esta ilusão em que me afogo faz-me sentir confortavel, e talvez seja este conforto que procure.
Não quero magoar ninguem pois mesmo eu tenho medo de me magoar, não tenho medo de estar sozinho, embora saiba que no fundo tudo o que esteja a dizer seja mentira.
Provavelmente estou a ser alguem egoista que devia acordar e preceber realmente o que estou a fazer.
Não me reconheço já... tento desembaciar a minha imagem mas por cada vez que lhe passo a mão mais distorcido fico.
Qualquer dia vou ser incapaz de esconder as lagrimas e tentar perceber exactamente o que aqui escrevi, não tenho intenções de voltar a tocar neste assunto, não tenho intenções de voltar para a realidade, resta-me agora o medo de descobrir o meu caminho na realidade, o medo de um dia preceber a pessoa que sou e não gostar da imagem que vejo...
Não posso ser uma pessoa boa quando me deixo afundar neste conforto, não posso ser bondoso quando estou a pensar mais em mim do que nunca.
Resta-me esperar que a minha lua me ilumine e me mostre o meu verdadeiro caminho.

"O coração não é um labirinto, o pensamento é que o distorce"

08 novembro, 2008

3 da Manhã


Não consigo entender porque é que algumas pessoas aproveitam a simpatia para agirem em parte de humilhação... o unico ponto negativo de uma noite as direitas

07 novembro, 2008

O amor pelos meus olhos


Hoje em dia estamos a enfrentar uma desmistificação do amor, em inumeros programas televisivos dizem-nos que é puramente quimico, que a atracção é algo irracional que remota aos nossos antepassados, um meio de proliferação da especie.
Não venho para aqui argumentar de como o amor não é nada destas coisas, apenas venho para aqui tentar deixar o bixinho...
Não estaremos nos a perder aquilo que é realmente essencial... A quantos de nos é que o amor não nos deixa "babados" completamente "atrofiados", deixa-nos com aquela sensação de impotencia perante alguem, com um fogo "alarmante", com uma vontade de combater contra tudo e contra todos...
Para que deixar de pensar no amor como esta magia ardente e começar a pensa-la como uma serie de reacções quimicas...
Não sei se não estaremos a perder cada vez mais o misto de energias que a vida nos tras, sinceramente eu gosto de pensar que o mundo ainda é um local magico em que o impossivel pode acontecer (talvez isto mostre um pouco da minha ingenuidade mas eu sinceramente acho que a vida fica mais bela desta forma).
Compreender os processos fisicos e quimicos ajuda-nos a compreender o mundo... mas perde-mos em "qualidade de emoção".
Eu vou ser-vos Sinceros... eu adoro estar apaixonado, é quase viciante, parece uma droga, a paixão vivida em todo o seu fugaz é algo unico ao ser humano.
Não vou deixar que ninguem estrague o encanto de tudo isto.

04 novembro, 2008

A arte de viver


 Ela olhou para ele chorando,

 seu coração estava partido,

 ele tudo tinha feito,

para acabar com um amor destruido.

 As memorias rolavam na sua memoria

As lagrimas fugiam pela sua face.

 Toda aquela bela historia,

 Acabou com uma só frase.

Ela por tempos deixou de comer,

e por momentos nem quis respirar.

Temos que aprender que viver,

Sofrer para voltar a amar.

Pois na vida é assim:

 Um dia amamos muito,

No outro podemos ja não amar,

É triste... é impuro,

Mas é essa a arte que temos que aprender a falar.

  

Pensares...

Há tanta maldade neste mundo, acho que hoje em dia o ajudar alguem é um perigo...
 Como digo há dias em que ponho aqui coisas muito minhas.

02 novembro, 2008

Agosto de 2008 Armação de Pêra

Revolução


 Tem-me dado que pensar o quão rapido a vida de uma pessoa pode mudar.

 Neste passado fim de semana a minha familia foi alvo de uma situação que poderia ter alterado completamente as vidas de todos os que a ela estão ligados, não vou referir que assunto é pois acho que gostaria de aborda-lo num futuro proximo.

 A verdade é que me fez pensar claramente daquilo que nos fazemos em relação aos nossos planos, fez-me apreceber que a vida muda como o vento, sem pre-aviso e sem desculpas, num dia podemos ser extremamente pobres como noutro podemos ser extremamente abastados.

 A verdade é que são estas surpresas que nos fazem muitas vezes saltar da cama e pensar para nos proprios "bem hoje vamos lá ver o que nos calha".

 Talvez essa forma de encarar a vida tambem seja bastante erriquecedora, pois não contamos com o dia de amanhã.

 Engraçado... talvez amanhã tenha perdido o interesse neste meu espacinho.

  De qualquer formas... Tenham um bom Novembro.

30 outubro, 2008

Um Novo Começo


Dou por mim cada vez mais um hermita da sociedade, não sei porque mas tou a começar a ver o mundo de uma prespectiva completamente diferente daquela que via ate a uns tempos.

 Posso dizer ate que me sinto uma pessoa completamente renovada desde que "abracei" esta forma de pensar.

 O meu pai costuma dizer-me muitas vezes que nada se planeia, a vida não é um plano que vamos criando a medida que o tempo avança.

 Talvez todos os planos que tenho feito ate agora sejam como este blog, estejam em premanente mudança, talvez alguns planos não passem de sonhos e alguns sonhos não passem nada mais nada menos que hipoteticas hipoteses que ainda poderão acontecer. 

 O que tem acabar o curso em 5,6 ou ate mesmo 7 anos, a realidade é que provavelmente não tenho aproveitado os meus tenros 19 anos como devia.

 Não estou a falar de um total desleixo da minha parte, apenas tenho tido preocupações as quais ainda não me dizem respeito, quero cobrar dividas a vida que ainda não sou obrigado a cobrar.

  Simplesmente a vida é para ser vivida, um dia de cada vez, os planos não são feitos e vão surgindo e cada obstaculo é um obstaculo que tem que ser ultrapassado...

 Tá na hora não de começar a entrar no stress e na furia, mas sim de aproveitar os anos em que o meu cerebro ainda precisa de palavras para crescer e que as emoções devem entrar como um comboio sem travões.

 Como o meu padrinho me diz  e muito bem, temos que aproveitar bem os momentos que temos com os outros e com a vida, temos que dar valor a esses pequenos momentos.

 Na realidade tou a apreciar os minutos que perdi a escrever este pequeno texto enquanto "devoro" por completo um pacote inteiro de bolachas tostadas (não que goste muito delas mas estou numa onda de as comer)

 A vida é para ser apreciada como um bom vinho...

 Cumprimentos.

Mudanças

 Impressionante, cada vez mais transformo isto no meu diario.

 Como o objectivo que damos as coisas muda com o passar dos anos.

 De qualquer forma actualizei ali em cima... acho que agora tá mais engraçado e chamativo :P :P tenho claramente que fazer umas mudanças de visual, mas isso é aos poucos.

 Vou agora preocupar-me em mudar lentamente os conteudos dos meus posts de modo a que tomem a direcção que eu pretendo. 

 De qualquer forma cumprimentos do vosso amigo.

29 outubro, 2008

 Lição Aprendida!

28 outubro, 2008

 Acordo de manhã com um pica pau a coçar-me os miolos.

 Esfrego os meus olhos e vejo nada mais, nada menos que um dia escuro.

 Saiu da cama com frio e remorso,

 Sinto que não estou seguro

 A dor de cabeça não me larga.

 Tento livrar-me dela com todos os comprimidos que conheço

 Ja estou tão habituado a eles que nada resulta.

 Aos poucos é normal que desvaneço.

Se caiu tenho que me levantar.

O dia ainda nem vai a meio.

Tenho aulas a começar,

E o pica pau ainda não parou.

Que tristeza a minha vida,

Vou a meio de um dia cheio,

E tenho na mão um dia vazio.

O que quero nada tenho

O que tenho nada pedi.

 Tem-me saido da cabeça ultimamente bastantes ideias estranhas, é certo que ser estudante tem destas fases, fases boas e fases más (alias se formos a pensar bem todos nos ao longo da nossa vida temos fases boas e fases menos más)

 Acho que ultimamente tenho estado no meu momento mais baixo que eu me lembro, não sei se é de uma dificil atitude que me reflecte como pessoa ou se de um puro e simples azar na etapa que é a minha vida.

 Os pensamentos de derrota tem-me asolado cada vez mais e isso é preocupante, em toda a minha vida (desde que me lembro de ser gente) tenho sido uma pessoa bastante positiva e decidida, não sei o que se terá passado para agora me vez embrenhado numa escuridão imensa.

 Talvez como já disse seja um azar no meu percurso, talvez não...

 Tenho ouvido ditos de que as quedas são para nos ensinar a levantar, mas e quando nos não sabemos levantar?

 Terei eu estado tanto tempo no alto que não aceito os meus proprios fracassos?

 Ate que ponto é isso uma atitude negativa?

 Sinceramente estas perguntas continuam-me para mim sem resposta.

 Acho apenas que este ciclo vicioso é como uma droga para mim, parece que ja preciso dele para me poder levantar de manhã e não devia ser assim.

  Estes ultimos dias tem sido claramente uma autentica bomba atomica no meu pensamento... sera ou não sera, agir ou não agir, que caminho é o melhor para seguir?

26 outubro, 2008

Cos if one day you wake up and find that you're missing me, 
And your heart starts to wonder where on this earth I can be, 
Thinking maybe you'll come back here to the place that we'd meet, 
And you'd see me waiting for you on the corner of the street.

 Vi nesta noite a queda de mil flores.

 Parei sereno olhando para o calmo horizonte enquanto caminhavas para mim.

 Perguntei-me mil vezes porque vinhas para ao pé de mim.

 E foi quando me beijaste que me aprecebi.

 Olhei-te nos olhos como só se olha uma vez na vida.

 E tu dissestes-me as palavras que só se ouvem uma unica vez.

 Es um anjo que me aterraste por perto.

 E por perto é como te quero ter.

As flores continuaram a cair do alto das arvores.

Foi ai que me aprecebi das amendoeiras.

Parece que o vento escolheu altura oportuna.

Para me regar com tamanha benção.

O momento que nos une nesta altura é unico.

E unico vai ficar em nossos corações.

Das-me a mão e seguimos juntos.

Pelo caminho das sensações.

Where are You

 Where Are You now? :S

20 outubro, 2008

Desespero...

15 outubro, 2008

Estrela da Meia Noite

 Estava a olhar para o ceu

 Com os meus olhos de amendoa.

 E olhei para a lua e como ela me encantou.

 Pensei então que queria um pedacinho dela, e foi por ai que tudo começou

 tentei tocar-lhe com a minha mão

 Vi uma estrela.

 Tão bela tão serana, tão calma no seu ser.

 "chamo-me Eu vem-me conhecer."

 Apaixonei-me repentinamente.

 Acariciei-a com toda a minha alma.

 Beijava-a na minha mente, 

 Enquanto ela dormia no ceu estrelado

Foi uma rapida junção de paixão.

Em breve eu cantava

 Com todo o meu coração.

Que a queria, que a amava,

Que virava todos os ceus onde ela estava.

Só para lhe roubar um beijo seu.

Mas seu lugar era no ceu,

E o meu era na terra.

Ela sabia que o meu coração era seu.

Mas a nossa paixão nunca podia passar disso.

Foi ai que ela teve uma ideia...

E só para se aproximar uma vez que fosse de mim

Fez-se numa estrela cadente.

E caiu levemente

Na minha face, marcando-me um beijo.

 

14 outubro, 2008

Sentado a tua Espera

 Estive sentado a tua espera,

 Com a mão no meu coração sentindo-o palpitar.

 Tinha-te visto sair pelo vidro da minha janela.

 Começo a pensar quando é que vais voltar.

 

 Lembrei-me das noites que passamos juntos, 

 Eramos felizes como mais ninguem,

 Agora triste espero por ti...

 Sei que estas neste momento com alguem.

Da tua boca ja não saiam as doces palavras,

Que me dizias do acordar ao deitar.

 Desde o dia que te espero que chegues...

Tenho certezas que me vais abandonar.

 

 Como posso eu esperar por ti meu amor,

Quando tu trocaste-me por ele...

 Sinto na minha pele o fervor da traição,

 minhas lagrimas caem estateladas no chão.

 Espero por ti sentado a janela,

 Espero com esperanças que voltes.

 Não quero outra se não ela...

 É a rapariga que amo.

 

13 outubro, 2008

 Segunda Feira negra:
 Iam-me batendo no carro
 Perdi o meu estojo
 Fiz uma entorce no pé

 Yey

12 outubro, 2008

EASC
 Nem sei por onde começar.
 Talvez pelo inicio
 Pela carta aberta que te queria entregar
 
 Não ganhei nenhuma coragem
 Fugi de ti, fugi de nos
 Talvez porque tenho medo daquilo que nos possamos tornar.

 A realidade é que mudas-te a minha alma,
 Os meus pensamentos,
 As minhas ambições,
 Parece que fundiste os nossos dois corações num só toque.

 Foi impressionante como te olhei nos olhos naquele dia,
 E senti que tudo a minha volta se desmorronava só com o teu olhar.
E precebi na realidade que tudo o que te queria,
Era só e unicamente amar

 Mas a minha cobardia não permite aproximação
 Queria tanto beijar-te como te beijo nos meus sonhos
 Quero tanto ter-te ao pé de mim.
 E dizer-te olhos nos olhos o que significas...
 Porque é que existes afinal?

 Este amor que sinto por ti só me traz sofrimento.
 Como pequenas agulhas que espeto no meu proprio coração
 Porque me olhas assim
 Porque cimentas a paixão que tenho por ti?

 Se no fim só me vais magoar.
 So me vais fazer sofrer
 Porque é que te amo tanto
 e ao mesmo tempo tenho medo de admiti-lo.
Não posso permitir não posso deixar.
 O teu olhar faz o meu coração cessar...

Encontro

 "Numa praia" 

 Numa praia quase vazia, encontravam-se dois jovens, que embora não se conhecessem, partilhavam naquele preciso momento o mesmo espaço fisico e psicologico.

 Ele estava sentado na fina areia, fitando não as ondas mas o ritmo que elas impunham, ela caminhava vagarosamente pela areia fria junto ao mar, molhando os delicados pes.

 Numa especie de simbiose, ele reparou naquela bela rapariga, que caminhava sozinha e pensativa no seu ser.

 E na sua subtil precepção, viu-se a si mesmo, embrenhado na mesma solidão que ela.

 A rapariga que olhava para o chão enquanto caminhava, não reparou logo no rapaz, demorou alguns segundos ate que sentiu uma ligação, não sentimental, que se dirigia a ela, foi nesse momento que ambos fitaram os olhos nos olhos pela primeira vez.

 A uns escassos metros um do outro olharam-se com ternura e compreensão.

 Ele sentiu que ela lia-lhe a mente, sentia que ela sabia exactamente a dor e o sofrimento que ele tinha... o mesmo se passava com ela.

 O rapaz levantou-se de onde estava e caminhou silenciosamente pela praia, dirigindo-se a ele seguia a rapariga que parecia "dançar" ao vento.

 Ao aproximarem-se, olharam um para o outro e proferiram vagarosamente uma unica palavra, uma palavra que diria mais do que todas as imagens que o mundo poderia nos dar.

 

 Amo-te

 

 

Contabilizar

 Como podemos nos contabilizar coisas tão abstractas?
 como posso racionalizar algo que não é propriamente fisico...
 Algumas duvidas que tenho...

10 outubro, 2008

Tem dias

 Tem dias em que a vontade de escrever cruza-se com a vontade de não o fazer.

 E depois resulta em atentados como o Abaixo...

 Enfim todas as obras são dignas de um lugarzinho, sejam boas ou más

O Amor em pequenas palavras

O Amor em pequenas palavras,
É um beliscão de emoções
Um sentimento Duro
Que vive de loucuras e traições

O Amor em pequenas palavras,
É o que me move a ti e a mim
É um Sentimento com duas caras
Que eu quero levar ate ao fim

O Amor em pequenas palavras,
É apenas o espelhar do desejo de te querer.
É um sentimento Escaldante
Só para mim te ter.

O Amor em pequenas palavras,
É uma banalidade
Quem o tem admite
Que é por pura vaidade

Amo-te.

09 outubro, 2008

 Parei no tempo
 fiquei suspenso
 Olhei as lagrimas caidas
 Consigo ver o que penso
 Vejo suspensas as gotas de agua
 Que caiem no dia chuvoso
 Vejo o Momento fulcral de um beijo
 Num encontro amoroso

 Caminho e ninguem me vé
 Vejo o que está parado
 Olho a solidão
 De um velho aguardado
*incompleto*

Actualização

Visual tá horrivel mas eu vou mudando consoante o tempo... xD isto tudo deve-se aquela nova actualização do blogger que eu só agora reparei... :X :X n me julguem hehe
Sucesso = Pensamentos Positivos.

08 outubro, 2008

 Deram-te a mão um dia, 

 Abriram a barreira que tinhas em ti

 Só tu não sabias

 Que queria ele em si.

Olhastes nos olhos

 Viste um poço de confiança

 Um grito de eterno amor e esperança,

 Embutido nums braços sempre abertos.

 Tentada pelo olhar,

 Mordeste a maçã da cobra,

 Foi tarde... foi o desesperar

 De uma traição que te ainda hoje te assombra.

 A barreira fechaste,

 Não deixas ninguem entrar, 

 Sofres por dentro

 Tens o teu proprio desesperar.

 Aos poucos e de mansinho

Abres as cortinas em ti envolvidas

 Não apreces... é algo muito lentinho

 Tens que saborear bem as emoções vividas.

 Deixa-te olhar para o mundo nos olhos

Voltar a aprender a amar.

 Porque quem ama uma vez ama sempre

 Amar é como aprender a andar.

10 Coisas antes de Morrer

 1º Escrever um Livro

 2º Ser Pai

 3º Adormecer numa praia numa noite de lua cheia 

 4º Visitar o Oriente

 5º Ver uma aurora

 6º Ser Feliz

 7º Ter uma casa com vista para o mar

 8º Saber estar em paz comigo mesmo

 9º Não ter peso nenhum sobre as costas

 10º Viver uma vida memoravel

06 outubro, 2008

 O Pinto Chegou a Lagrima Da Noite, após de esboços com uns 7 anos vai começar a fazer aparições por aqui

2 Anos

 E ao fim de dois anos olho para todas estas "deixas" e penso que cresci imenso tanto em altura como em pessoa... 

 Tantos sonhos e planos que tinha, que com o tempo foram-se moldando como pequenas folhas de uma arvore a sofrer a transformação das estações

 Crescem, envelhecem, morrem e renovam-se

 Beleza pura de muitos sonhos entricheirados em muitas sequencias de zeros e uns...

 Obrigado a quem lé, obrigado a quem passa e obrigado a quem nem sequer se importa.

03 outubro, 2008

 Na rua do escuro a luz é um abrigo confortavel

29 setembro, 2008

Verdade Interior

  Ultimamente tenho-me debatido com a verdade interior, tenho parado e reflectido sobre tudo aquilo que eu penso que seja verdade mas que na realidade não é assim tão verdadeiro quanto isso.

 Uma das minhas maiores lutas nesta area tem sido o Verdadeiro Eu.

 O que é que afinal é o verdadeiro eu?

 Será que o verdadeiro eu é nada mais nada menos que uma constante na nossa vida, imutavel, intransponivel e invariavel.

 Tenho muitas vezes reparado nesta duvida, quando acordo, quando como e ate mesmo quando conduzo, tem sido uma quase epopeia pessoal para descobrir que verdadeiro tipo de pessoa sou eu afinal, serei eu uma boa pessoa ou uma má pessoa? uma pessoa vivida ou apenas uma pessoa apatica de experiencia?

 Acho que tem-me comido muito psicologicamente todas estas duvidas, o que me faz pensar se na verdade sou aquilo que mostro se sou aquilo que quero ser ou se pura e simplesmente revogo a minha verdadeira identidade.

 Todas estas frases acima podem porventura parecer bastante confusas, mas a realidade é que mesmo eu proprio estou um tanto quanto confuso quanto a todos estes termos... deixa-me mesmo a pensar que talvez não me "conheça" porque pura e simplesmente ando a procura de me conhecer.

 Uma vez a muito muito tempo disseram-me que as coisas que procuramos nunca nos batem a porta e quando nos não as procuramos, quando estamos completamente alheios a algo essa coisa surge-nos.

 Talvez seja esta a solução para o meu grande problema, a verdadeira resposta a todas as minhas duvidas.

 A verdade interior é então um misto de duvidas que não tem uma resposta directa, acho que se baseiam em todo um conjunto de realidades pessoais.

 Neste momento o que posso dizer é que Não faço a minima ideia de quem sou... mas talvez se não andasse a procura de uma resposta para esta questão... talvez soubesse o que realmente era.

25 setembro, 2008

Espirito Livre... A lenda do lobo e da Raposa

 Era uma vez, a muitos muitos anos, quando ainda o mundo dormia sobe a luz das velas e as florestas ainda falavam as palavras antigas com que o mundo havia sido criado.

 Existia uma pequena raposa que havia ficado sozinha no mundo, no seu passado recente um grupo de caçadores tinha seguido a sua familia ate a sua toca e haviam chacinado todos os seus pares... ela sobreviveu graças a um lobo solitario que por ali passara e afugentara os caçadores.

 O lobo acolhera-a na sua toca e tratara-a como sua irmã mais nova, mas com o passar das luas e das epocas, o amor que tinha começado como uma familia adoptiva passou para um amor cada vez mais tenro de dois amantes.

 Foi pouco tempo ate que ambos olhavam com os seus olhos castanhos um para o outro no luar e mostravam as suas faces como dois verdadeiros amantes.

 A floresta tinha culminado num amor idilico e impossivel e embora o seu amor não podesse ser de alguma forma possivel, os dois continuavam a alimentar a chama que havia lhes sido imposta.

 De manhã o lobo caçava para a sua amante, de tarde ambos brincavam junto a um pequeno lago em semi-lua que por lá existia e de noite juntos a olhar para as estrelas aninhavam-se ate adormecer.

 O lobo era filho da floresta, havia sido expulso do seu bando por nunca ter tentado roubar galinhas aos humanos, pensava ele que alimento facil não era merecido, muito menos quando o alimento não pertencia a floresta, esses seus votos faziam dele um não desejado, pois se os homens começavam a corromper-se, os proprios bixos da floresta começavam tambem a cair nas "aguas" da desonestidade e da preguiça.

 A raposa, embora nunca se tivesse esquecido da sua familia, havia sido ensinada pelo Lobo que o resentimento não se devia guardar.

 Ambos viveram muito felizes, muito puros na sua inocencia...

 Certo dia o Lobo ouviu tiros... Saiu da sua toca e a sua volta chegaram-lhe os sons da floresta... os ramos e as folhas das arvores gritavam para que os dois fugissem, ambos corriam perigo, os humanos estavam fartos do roubo de galinhas e estavam ali para matar todos os lobos e raposas que por lá estivessem.

 O Lobo acordou a Raposa e ambos correram ate ao lago onde costumavam passar as serenas tardes... mas era tarde demais... os homens haviam encontrado o seu rasto e com um só tiro puseram fim a vida da pequena amante... o Lobo não se conteve de raiva e atacou o ser humano, mas como estava em minoria depressa foi apanhado e a sua vida foi terminada com o som de uma faca a rasgar um coração já partido...

 A floresta recentiu... a inocencia havia terminado... agora, só se ouve as lagrimas de um amor impossivel destroçado.

 

24 setembro, 2008

 "Viver num mundo no qual não temos ligação é como viver num mundo em que o ar não é suficiente"

Bondade

 Dou-te a mão quando cais,

 Tu ajudas-me quando tropeço

 Levas-me pelo bom caminho que vais.

 Tua amizade é tudo o que peço.

13 setembro, 2008

Comboio da noite

 Oiço-te navegar pelos carris

 Subtil som da noite cerrada.

 Noto que o moxo que no candeeiro pousa.

 Fita presa inesperada.

 Alegres e massadores são para mim os uivos dos lobos.

 Que calmamente entoam a minha entrada.

 Por uma portilha em que os homens se tornam loucos

E os loucos se tornam homens, torno-me em tudo o que não sei que era.

Caminho inospito que se começa a celebrar.

Comboio onde vais tu parar?

 

10 setembro, 2008

 Ultimamente tenho andado a ler o "Afinal, o que sabemos nos?" de William Arntz, Betsy Chasse e Mark Vicente.

 Curioso como um livro muitas vezes cimenta a nossa maneira de pensar sobre o mundo que nos rodeia, encontrei muitos ideais comuns.

 A verdadeira maneira de pensar sobre o mundo, o que é o mundo e todas as sobreposições diarias que lhe colocamos...

 Tou neste momento Bleepado :P

09 setembro, 2008

Spore

 De qualquer forma Status neste momento é Spore.

Regresso a Realidade

 O ser humano comum tem muita tendencia a criar dois tipos de realidades.

 A realidade impossivel e a realidade dura.

 Ambas as realidades são no meu ponto de vista importantes para o desenvolvimento das capacidades fisicas e psicologicas do ser.

 A realidade impossivel é uma realidade bastante emocional, temos tendencia a criar o mundo que desejariamos que fosse nosso, o mundo ao qual as nossas emoções e a nossa saude fisica estivessem no seu auge.

 A realidade dura é aquela que encaramos quando acordamos, muitas das vezes é uma realidade dificil e desgastadora, que nos mata tanto fisicamente como psicologicamente.

 Quando estas duas realidades não estão em equilibrio (isto é não existe um sistema que balance as duas) o ser humano tem tendencia em entristecer e entrar em decadencia.

 Realidades impossiveis elevadas ao extremo tem tendencia a criar seres humanos demasiado frageis a realidades duras, e realidades duras elevadas ao extremo tendem em criar individos extremamente negativos quanto as emoções.

 Ambas as "anomalias" tendem a criar pessoas extremamente frustradas que chocam muitas vezes.

 

 O regresso a realidade é o que eu chamo de uma tentativa pessoal de se colocar denovo no meio termo da balança.

 Aqui não existem comprimidos azuis nem comprimidos vermelhos... existem apenas decisões.

 J.S

Summner is Over

28 julho, 2008

Despedida

como tem sido costume nos ultimos tempos que por aqui tenho escrito. O mês de Agosto carece sempre da minha palavra por aqui... xD vou de ferias MWHAHAHHAHAHA.

 Mas este ano apeteceu-me deixar cá algo que por a mente se me surgiu.

 Caminho em direcção a minha estrada...

 dou cada passo sem olhar para tras.

 não quero Lembrar-me de todos os sentimentos

 Levo comigo apenas minha paz.

 Olho para as estrelas brilhantes.

 Sabendo que muitas deixei no meu caminho.

 Todas memorias cintilantes

 Que brilharam no meu destino.

Na minha escuridão desapareço

Sentindo-me sempre assombrado por ti.

Ora nunca me esqueço

Daquilo que fizeste por mim.

Deixo apenas as minhas palavras.

Que um dia voltarei.

Voltarei no dia em que precisarão de mim.

tal como eu precisarei...

24 julho, 2008

O ultimo homem na terra

O ultimo homem na terra.

Com a minha valente guitarra.

Sou o que sobreviveu a guerra.

O unico que lutava de espada

ultimas palavras de uma alma solitaria. "morrer sozinho, é como receber um amigo... finalmente vou deixar de me sentir só"

20 julho, 2008

xD Relembrando algo. (isto vai ser muito do ar) mas uns amigos meus hão de recordar isto.

 DJ soccer Boy - This is The State of Music 

 xD

17 julho, 2008

Eterno e negro, ó meu pequeno mandrião que te vejo saltar na penumbra da noite, sozinho e solene... Os teus passos escondem toda a obscuridão que me trazes meu pequeno demonio.

Eu aqui no meu quarto vazio de alma, olhando pela cristalina janela, te vejo a rodopiar por todos os cantos que consegues, tentando alcançar o qeu é um resto de humano possivel.

Que engraçado, o povo ja se parece acostumado as tuas visitas... cada vez mais frequentes... cada vez mais alucinantes.

"O mal em minha casa é bem vindo" disse por certo outrora o ferreiro.

Talvez se tivesse mantido a ferradura no sitio nunca lá o tivesse entrado...

É curioso, eu aqui te vejo, saltitando de porta em porta... esperando pelo dia em que te tenha que abrir a minha.

16 julho, 2008

"todo poderoso ser que eu sou" x)

Olhar nos teus olhos

vejo um grito de palavras,

Uma projecção de sonhos

encravados em tuas lagrimas.

Vejo a indelicadeza

De uma emoção

Vejo-te na boca 

o acreditar da tua paixão

Sinto solenemente

O tocar de um anjo

e brevemente

Roubo-te um beijo

Pois Tiras-me de mim,

Um lustre de emoções

que sei que quando chegar ao fim 

Se embrenha em traições

Oiço lentamente

As palavras de ti

E rapidamente

lembro-me que só pensava em mim.

Onde é que eu estou,

Neste poço sem fundo,

so sei que por ti vou,

Ate ao fim do mundo...

Claro como a água.

Puro como a dor.

São as notas perdidas

Que escrevo deste amor

15 julho, 2008

Frases

 "As ondas são os compasos do mundo"

Dedicados - Para o meu coração

Fecho solenemente o meu coração

O meu nome ja não me faz sentido

A vida é um autoestrada de emoção.

E o fim o meu destino.

Quis ser o que nada fui

E por isso agora nada sou

tentei iludir-me constantemente

mas foi o contantemente que me sufucou.

Quis dizer tantas vezes.

Como o mar e a lua ja não via

mas cada vez que o digo.

Dizem-me são apenas palavras vazias.

Sinto saudades do meu luar.

Sereno e alado.

Aquele que eu podia comandar

com o meu coração apaixonado.

Sinto saudades do meu mar

Longinquo e infindavel

Agora para amar

Nada tenho... nada afavel...

ó triste emoção.

Palavras de um louco ao luar.

Apenas não vejo com o meu coração

Aquilo que a minha frente está.

10 julho, 2008

The power of my Lexa


My lexa is Alive! :)

Um Olhar a Dois... eu sei que ate nem tenho dado muitas noticias mas as ideias voltaram a fluir! :) é só ter o office instalado e volto ao meu trabalho.

 Love The Lunnos

08 julho, 2008

Conteudo altamente apaixonavel

07 julho, 2008

"Liberdade é o estado que nunca conseguimos alcançar"
"A vida é uma corda bamba que nos chateia."

01 julho, 2008

"A criação da natureza mais bela, é a inocencia."

29 junho, 2008

Puro Ego

Sou o Canideo nocturno.
Sou a alma que te inunda com gestos de amor,
Sou aquele que sonhas beijar.
Sou os labios mais ardentes que podes imaginar.

Sou a perfeita monotonia
Sou o unico poeta que cria poesia,
Sou a tua sinfonia.
Sou o teu desejo ardente de entrar nesta magia.

Sou o unico, sou o real.
Sou um ser divinal.
Sou aquele que te faz respirar.
mesmo nos momentos em que te deixo faltar o ar.

Sou o orvalho matinal.
Sou a sombra do deserto.
Sou novamente um ser fenomenal.
Sou um homem perfeito.

14 junho, 2008

Com o sal faço um bolo
doce e saboroso,
Junto pimenta,
Dou-lhe um toque estrondoso.

Com um punhado de arroz que liberto nos ceus.
Construo Sonhos de crianças
Enquanto um punhado para os meus.
Nem lhes marca as lembranças

Com a agua faço vida
Por cada gota que deixo cair.
Mas na minha avenida
Litros estão sempre a partir.

É sair e ver olhos a salivar.
E a lingua a ver onde não há sustento
Quem é que os vai salvar?
Ninguem... como sempre...

11 junho, 2008

Uma greve... que a meu ver é uma greve triste...

08 junho, 2008

Começo-me a perguntar, onde se encontra o raio da musica dos anos 80... :P musicalmente o mundo está na decadencia...

07 junho, 2008

02 junho, 2008

Bon Jovi Rock In Rio Me Went! :P damn



damn eu vi isto ao vivo... lindo :D

29 maio, 2008

alusões em ilusões

04 maio, 2008

Cronologia

O inicio da Cronologia

-Altura do primeiro incidente, Mooner viaja para a terra das fadas.
-Segundo Incidente Os dragões acordam
-Café parte em busca das pedras magicas
-Mooner parte e junta-se a café, da-se o terceiro incidente
-O quarto incidente da-se quando Mooner e café destroem as pedras
-Mooner viaja para o castelo dos sonhos e da-se o quinto incidente
-Mooner morre e resuscita em Gaia
-Mooner reune os 12 crucefixos e da-se o sexto incidente
-Mooner luta contra os quatro elementos de gaia e da-se o setimo incidente
-Mooner torna-se deus de Gaia e o oitavo incidente da-se

Cada incidente é a destruição de uma grande porção do universo.

Inicio da projecção de um projecto antigo : Os 7 Dragões : A viajem para alem do horizonte

30 abril, 2008

Sou como o vento, ora venho ora vou, sereno ou bruto, triste melancolico, levo comigo algumas folhas onduladas... mas pensando bem afinal não sou como o vento, afinal sou como coisa nenhuma

29 abril, 2008

The Verve - The Drugs don't Work

All this talk of getting old
It's getting me down my love
Like a cat in a bag, waiting to drown
This time I'm comin' down

And I hope you're thinking of me
As you lay down on your side
Now the drugs don't work
They just make you worse
But I know I'll see your face again

Now the drugs don't work
They just make you worse
But I know I'll see your face again

But I know I'm on a losing streak
'Cause I passed down my old street
And if you wanna show, then just let me know
And I'll sing in your ear again

Now the drugs don't work
They just make you worse
But I know I'll see your face again

'Cause baby, ooh, if heaven calls, I'm coming, too
Just like you said, you leave my life, I'm better off dead

All this talk of getting old
It's getting me down my love
Like a cat in a bag, waiting to drown
This time I'm comin' down

Now the drugs don't work
They just make you worse
But I know I'll see your face again

'Cause baby, ooh, if heaven calls, I'm coming, too
Just like you said, you leave my life, I'm better off dead

But if you wanna show, just let me know
And I'll sing in your ear again

Now the drugs don't work
They just make you worse
But I know I'll see your face again

Yeah, I know I'll see your face again
Yeah, I know I'll see your face again
Yeah, I know I'll see your face again
Yeah, I know I'll see your face again

I'm never going down, I'm never coming down
No more, no more, no more, no more, no more
I'm never coming down, I'm never going down
No more, no more, no more, no more, no more

27 abril, 2008

Pé da esquerda Da minha miss Pé da direita Do mim :P

Quero... PRAIA :|
Ja chegou o verão, ja sinto aquele cheirinho e ja começa a aparecer aquela vontade de estar mais tempo na rua do que em casa.
O sol e a brisa ja me chamam denovo a viver um verde natural e um azul marinho.
Ja me apetece sentir aquele calor da areia, ja me apetece sentir aquele ondular a embater na minha alma.
Hummmm que sabor... não sei se é mais ganancia que fome, querer embarcar todas essas sensações. ja chegou o verão...

18 abril, 2008

Sentado, gelado, frio sozinho,
Um homem apenas, um sem abrigo
Sem um unico pertence apenas um ceu,
Tem as estrelas no mundo que é seu.

olhar frio, fixo e palido,
Face serena com frio no labio,
As mãos carentes, de um carinho,
Sinto é pena deste meu amigo

13 abril, 2008

Voltou o cansaço. Isto passado praticamente 1 mes, é muita coisa :P

17 março, 2008

Mas como?
Como é que uma criatura tão patetica
Tão verde,
tão fraca
Reune tamanha rebelião
Tamanha força
Tamanha esperança
Deus não o quis
A deusa não o quis

16 março, 2008

Intacto, brilhante,
Universo cintilante e vazio.
Cruzando esse mundo,
Numa luz chocante,
O guerreiro flamejante,
Que eu me tornei.

10 março, 2008

Tentador de morte! :s

03 março, 2008

O leitor de Mentes

Com o olhar vidrado,
Sentado na cadeira do cafe.
Atento a quem passa,
um tenro observador da nebulada alma.

O cruzar de pernas enganoso,
O cigarro acesso no cinzeiro,
O olhar fixado, penoso e sincero,
escondido numa gabardine de verdadeiro cavalheiro.

Ar aristocratico,
Poderosa atitude de presença.
Alma forte e duradora,
Vindo dos tempos de outrora.

O seu olhar vé as gerações passar,
A sua mente as discute,
Enquanto a pele se vai enrugar,
O leitor de mentes rejuvenece.

02 março, 2008

200

E com o Post numero 200, quis fazer uma humilde modificação no sidebar, wow organizei as coizinhas mais, já ta tudo mais ou menos jeitozinho!!! :P isto daqui a uns tempos tenho que meter mais umas coisas, e meter este template mais atractivo.
OK eu sei que já digo que vou meter o template bonito a quase 2 anos, mas acho que desta é de vez, nem que seja meter ali no titulo uma imagem bonitinha :D ate lá Cumprimentos.

Acho que nunca celebrei o raio de um post centenario de maneira de jeito, mas tambem o que é que haveria de haver para celebrar? :P :P isto é o meu dia a dia.
Já agora constatei que por vezes faço pausas para postar coisas do meu dia a dia em vez da minha literatura. impressionante, tou a tornar-me uma pessoa mais Egocentrica a falar mais de mim e menos do meu trabalho! Haja Saude!

Atlas Virtual da Pré-História

Um site interessante que encontrei enquanto pesquizava sobre o Anancus, site sobre muitos animais pré-historicos, só é pena ser em brasileiro :) mas interessante de se ver http://www.avph.com.br/

01 março, 2008

Um Email

Pela primeira vez Ri-me de um Mail que me enviaram, aqueles mails chatos de cadeias.
Isto é PURA realidade! é mesmo acreditem, quem tá na universidade sabe que é verdade que não está vai aprender!!

Por isso aqui vai:


HISTORIA DO SEMESTRE

UNIVERSITARIO

user posted image


Na primeira semana:
user posted image


Na segunda semana:
user posted image


Antes do exame semestral:
user posted image


Durante o exame semestral:
user posted image


Despois do exame semestral:
user posted image


Antes do exame final:
user posted image



Quando sabe a hora do exame final:
user posted image


7 dias antes do exame final:
user posted image


6 dias antes do exame final:
user posted image


5 dias antes do exame final:
user posted image


4 dias antes do exame final:
user posted image


3 dias antes do exame final:
user posted image


2 dias antes do exame final:
user posted image


1 dia antes do exame final:
user posted image


Uma noite antes do exame final:
user posted image


1 hora antes do exame final:
user posted image


Durante o exame final:

user posted image


Depois de sair do exame final:
user posted image

Despois de saber a nota do exame final, DE FÉRIAS:
user posted image


Enviado por uma colega de faculdade!